Vereadores de Macapá retomam trabalhos legislativos com debates acirrados, após recesso parlamentar

por Sec. Comunicação publicado 04/08/2022 16h16, última modificação 04/08/2022 16h16

O retorno das Sessões Ordinárias da Câmara Municipal de Macapá, neste segundo semestres, após o recesso parlamentar, ocorreu nesta terça-feira, 2 de agosto. A reunião foi pautada por debates acirrados e diversas matérias aprovadas. A 31ª Sessão Ordinária foi presidida pelo vereador Marcelo Dias (Solidariedade), presidente da Casa de Leis.

Abertura - Durante os debates, ainda no Pequeno Expediente, houve a leitura de Projetos de Leis, Mensagem do Executivo e de Indicações. Entre as matérias, o Projeto de Lei Complementar nº 006/2022-PMM, que altera Tabela de Vencimentos dos Professores do Magistério Público Municipal e dos Especialistas em Educação de Macapá, alterando os anexos I e II, da Lei Complementar no 065/2009-PMM, de 31 de dezembro de 2009. As proposituras em questão seguem agora para análise pelas Comissões Permanentes da CMM e depois retornam para votação em plenário.

Proposituras - Os parlamentares aprovaram ainda 50 Requerimentos assinados pelos vereadores Cláudio (União Brasil), Alexandre Azevedo (PP), Marcelo Dias (Solidariedade), Gian do Nae (MDB), Adrianna Ramos (PSC), Dudu Tavares (PDT), Luany Favacho (PROS), Janete Capiberibe (PSB), Paulo Nery (Cidadania), Maraína Martins (PL), João Mendonça (PL), Claudiomar Rosa (Avante), Caetano Bentes (Podemos) e Dudu Barbosa (PL).

Os vereadores rejeitaram um Requerimento do vereador Claudiomar Rosa (Avante), que pedia esclarecimento ao prefeito da capital, Antônio Furlan (Cidadania), sobre a operação da Polícia Federal realizada recentemente na casa do gestor municipal e na Prefeitura de Macapá.

Votos – Os parlamentares aprovaram ainda pedido de Votos de Pesar, feito pelo vereador Marcelo Dias pelo falecimento do empresário e músico Ernani Vitor Guedes, ocorrido no último domingo, dia 31 de julho.

Texto: Secom
Fotos: Jaciguara Cruz/Rosivaldo Nascimento.