Vereadores de Macapá debatem o Setembro Amarelo e a reestruturação da rede de atendimento a prevenção ao suicídio

por Sec. Comunicação publicado 22/09/2021 15h16, última modificação 22/09/2021 15h16

O Setembro Amarelo com forte clamor a prevenção ao suicídio foi um dos temas debatidos durante a 20ª sessão ordinária da Câmara Municipal de Macapá, ocorrida nesta terça-feira, 21 de Setembro.

Um dos convidados a usar a tribuna da CMM foi Washington Luiz de Oliveira Brandão, idealizador do projeto de pesquisa Ambulatório de Atenção a Crise Suicida (AMBACS) da Universidade Federal do Amapá. Ele destacou as ações do projeto e a campanha de prevenção ao suicídio (Setembro Amarelo).

Prevenção ao Suicídio - A convite da vereadora Luany Favacho (PROS), Washington Luiz de Oliveira ressaltou a preocupação em relação aos casos de suicídio, de depressão e de crises de ansiedade, que segundo ele, aumentaram na capital Macapá, inclusive entre crianças e adolescentes. Washington Luiz pediu apoio dos parlamentares para reforçar e reestruturar a rede de atendimento as pessoas que sofrem com estas doenças. Ele diz que em 2016 e 2017, o Amapá ocupava o quarto lugar em mortes por suicídio, subindo para o terceiro lugar nos anos de 2018 e 2019.

Apoio Emocional - Outra que também usou a tribuna da Casa foi a psicóloga Magna Melo, que a convite do vereador Marcelo Dias (Solidariedade), tratou da proposta do Grupo Terapêutico de Apoio Emocional (ELOS), do qual é idealizadora.

Proposta - Magna Melo destaca que a proposta do grupo é oferecer um atendimento terapêutico e emocional as pessoas, principalmente em tempos de pandemia, onde muitos sofrem transtornos.

A psicóloga reforça ainda a necessidade de atuar na recuperação terapêutica e emocional de todos, inclusive das pessoas que perderam parentes ou amigos para a COVID-19, ou foram acometidas pela doença. “Iniciamos inclusive uma parceria de resgate da saúde mental dos próprios servidores aqui, da Câmara de Vereadores, visto que esta Casa perdeu servidores e colaboradores para a COVID-19”, observou.

“Debater temas deste nível tão relevantes só fortalece o plenário do nosso Poder Legislativo Municipal. Os dois convidados deram uma contribuição enorme para os nossos debates com temas atuais e que preocupam a todos nós”, finalizou o presidente da CMM, Marcelo Dias.


Secom/CMM
Fotos: Jaciguara Cruz