Procuradoria Especial da Mulher da CMM fecha parceira com o CEJUSC da Zona Norte de Macapá

por Sec. Comunicação publicado 16/09/2021 21h55, última modificação 16/09/2021 22h04

As vereadoras Adrianna Ramos (PSC), Maraína Martins (Podemos) e Luany Favacho (PROS), da Procuradoria Especial da Mulher da Câmara Municipal de Macapá, receberam na tarde desta quinta-feira, 16 de setembro, o juiz Marconi Pimenta, titular do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC), do Tribunal de Justiça do Amapá. O encontro aconteceu na sala da PEM, no prédio anexo da CMM.

Na reunião, foram tratados diversos assuntos, entre eles, a parceria entre a Procuradoria e o CEJUSC para a realização de ações conjuntas nas comunidades para ajudar a mulher e as famílias a resolver situações rotineiras, por exemplo, violência doméstica, divorcio, guarda de crianças, pensão alimentícia e etc. “Juntos vamos poder resolver muitas situações nas nossas comunidades”, declarou Adrianna Ramos, titular da PEM/CMM.

Setembro Dourado - No próximo sábado, 18, a Procuradoria da Mulher da CMM, por meio da parceria firmada com o CEJUSC, vai participar da ação educativa que vai acontecer no Parque do Forte, em alusão ao Setembro Dourado, com recreação infantil, pintura facial, bonecos, entre outros. 14 crianças que “valem ouro” vão ser parabenizadas – por isso o dourado foi a cor escolhida – em celebração à vitória da cura.

O setembro dourado foi criado para alertar profissionais da saúde, pais, educadores e sociedade em geral sobre a importância de se atentar aos sinais e sintomas sugestivos do câncer infantojuvenil, contribuindo com a sua detecção e tratamento precoces. Para dar visibilidade e conscientizar sobre sinais e sintomas, a ONG Carlos Daniel, com apoio do Tribunal de Justiça do Amapá e a parceira do Ministério Público e Legislativo Federal, Estadual e Municipal, realiza a ação no sábado…

Segundo o juiz Marconi Pimenta, o TJAP segue apoiando a campanha Setembro Dourado, principalmente porque faltam mais informações sobre os sinais e sintomas do câncer infantil. “Para o câncer infantil não existe prevenção, como é o caso do câncer do pulmão”, lamentou o magistrado.

Secom/CMM