Procuradoria Especial da Mulher da CMM promove Live para implementação da Patrulha Maria da Penha em Macapá

por Sec. Comunicação publicado 02/10/2021 17h18, última modificação 02/10/2021 17h18

As vereadoras Luany Favacho (PROS), Adrianna Ramos (PSC), Maraína Martins (Podemos) e Janete Capiberibe (PSB), que compõem a Procuradoria Especial da Mulher da Câmara Municipal de Macapá, promoveram uma Live, na quinta-feira (30), para tratar sobre a implementação da Patrulha Maria da Penha em Macapá.

A reunião, transmitida pelas redes sociais, contou com a participação da vereadora comandante Nádia Gerhard, de Porto Alegre, que foi a idealizadora da Patrulha Maria da Penha, em 2012, na capital do Rio Grande do Sul.

Durante a reunião, as parlamentares compartilharam informações sobre um tema tão recorrente, que é a violência contra a mulher.

A vereadora Nádia Gerhard destacou a importância da Procuradoria Especial da Mulher da Câmara de Vereadores de Macapá, que em pouco tempo de implantação, vem desenvolvendo um grande trabalho.

“Parabenizo imensamente vocês quatro, por estarem desbravando novos caminhos. Mostrando a importância da mulher na política. Mostrando que política pública é feita por homens e mulheres comprometidos como um todo”, destacou.

A vereadora Luany Favacho disse que, com a implantação da Patrulha no município de Macapá, é possível prestar um atendimento com mais celeridade aos casos que a Lei Maria da Penha considera violência contra a mulher. “Será mais um mecanismo que visa prevenir qualquer tipo de violência, inclusive buscando a redução dos casos de feminicídio que são crescentes em nossa cidade”, acrescentou.

O conceito de violência doméstica e familiar contra a mulher está nos termos estabelecidos pela Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006, conhecida como Lei Maria da Penha.

Ascom/PEM/CMM