Maraína Martins defende PL que torna o setor de alimentação como atividade essencial

por Sec. Comunicação publicado 04/08/2021 20h24, última modificação 04/08/2021 20h24

Durante a sessão ordinária desta terça-feira, 3 de agosto, a Câmara Municipal de Macapá, fez a leitura do Projeto de Lei da vereadora Maraína Martins (Podemos) que declara o “setor de alimentação fora do lar” em atividade essencial no município de Macapá.

Incentivo- Segundo Maraína Martins, a proposta é estimular a geração de emprego, o empreendedorismo e a ocupação de novos postos de trabalhos no setor alimentício, cuja clientela é garantida.

Maraína Martins destaca que com a pandemia da COVID-19, o setor de alimentação fora do lar, sofreu uma queda significativa. “Nossa missão é tentar reerguer e ajudar a empreender para que este segmento volte a ter impacto positivo na economia local”, sintetiza a vereadora.

Dados- A parlamentar revela que dados apontam que em 2019 foram gerados 16 mil empregos, movimentando cerca de R$ 230 milhões, o equivalente a 2,2% do PIB estadual.

O PL segue para apreciação das comissões permanentes da CMM e depois retornará para votação em plenário presencial.


Ascom/Maraína Martins