Câmara Municipal de Macapá trabalha implantação da Procuradoria Especial da Mulher

por Sec. Comunicação publicado 19/08/2021 00h25, última modificação 19/08/2021 00h25

A exemplo da Assembleia Legislativa do Amapá, a Câmara Municipal de Macapá também terá uma Procuradoria Especial da Mulher. A implantação da entidade vem sendo articulada pelas vereadoras da Casa de Leis, conjuntamente com a Frente Parlamentar pela Prevenção da Violência Contra a Mulher e Redução do Feminicídio no Amapá.

Esta semana, as vereadoras Adrianna Ramos (PSC) e Luany Favacho (PROS) participaram de uma reunião na Assembleia Legislativa com as deputadas estaduais Edna Auzier (PSD) e Aldilene Souza (PPL) para tratar do assunto. A Procuradoria terá o papel de fiscalizar as políticas públicas, dar assistência às vítimas e acompanhar os casos de violência contra a mulher no Amapá.

A Procuradoria Especial da Mulher da CMM terá como procuradora titular a vereadora Adrianna Ramos. Luany Favacho e Maraína Martins serão as procuradoras adjuntas.

Adrianna Ramos adiantou que, mesmo em processo de instalação, a Procuradoria Especial da Mulher da CMM já está trabalhando de forma conjunta nas programações do Agosto Lilás – Mês da Conscientização Pelo Fim da Violência Doméstica – Não Se Cale Disque 180 -. “Vamos estar participando das Blitzes Sinal Vermelho em referência ao Agosto Lilás promovidas pelo Tribunal de Justiça do Amapá, no dia 20 e pela Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do Amapá, no dia 31”, destacou.

Secom/CMM