‘Não é Justo’: contrário ao retorno das aulas presenciais, Dudu Tavares requer que vereadores também voltem as sessões físicas na CMM

por Sec. Comunicação publicado 28/04/2021 15h09, última modificação 28/04/2021 15h09

Contrário ao retorno das aulas presenciais, o vereador Dudu Tavares (PDT) não acha justo que vereadores permaneçam em sessões virtuais, enquanto apoiam a retomada das atividades na rede municipal de ensino. Nesta terça-feira, 27, durante a 14ª reunião on-line da Câmara Municipal de Macapá (CMM), o parlamentar apresentou um requerimento em que solicita o retorno das sessões físicas. A propositura foi aprovada por 11 a 9 e reforça o apoio do parlamentar aos professores municipais.

“Como esta Casa de Leis está discutindo o retorno presencial dos estudantes, professores e demais profissionais da educação? Não é justo que os nobres vereadores decidam de suas casas sobre a vida daqueles que poderão retornar à normalidade. Se as aulas podem voltar, é justo que os representantes do povo também retornem”, destacou Dudu Tavares.

O parlamentar defende que, enquanto não houver imunização dos professores e de todos os servidores da educação, não será favorável. Além disso, é necessário discutir o plano de retorno, debater e ouvir a opinião de cada profissional envolvido. “Meu posicionamento é em favor das vidas de alunos e todas e todos os servidores da educação municipal”, declarou.

O retorno às aulas presenciais é um assunto delicado. É preciso levar em consideração que as crianças podem apresentar dificuldade em cumprir as medidas de proteção à vida e, com isso, manter a aproximação entre os colegas da sala de aula. Qualquer falha no processo poderá acarretar em um surto de covid-19 na escola, a exemplo de outros estados e países.

Ascom/Dudu Tavares